A SGM lança o painel de vídeo o LS- 10.4 IP65 de alta resolução de tela de LED

 (Divulgação)
O SGM LS-10 4 é um painel de vídeo de alta resolução capaz de exibir vídeo detalhado a partir de uma fonte de vídeo digital.

Os chips de LED são ultra brilhantes 3 em 1 SMD, o que os torna adequados para aplicações onde o painel de vídeo é necessário para ser “discreto” quando não há exibição de conteúdo de vídeo. A tela de LED tem uma relação de contraste de 7,000:1 e uma taxa de atualização de 2,000 Hz tornando-o perfeito para aplicações em televisão, teatro, exposições, produção de show e concertos.

O LS-10.4 tem uma proteção de ingresso IP65 que o torna perfeito tanto para locação e fixação ao ar livre quanto instalações fixas em ambientes rudes e úmidos tal como chuva e neve.

O SGM LS-10.4 IP65 está disponível tanto em branco quanto na versão opcional de alto contraste preto “faced”, para uma maior taxa de contraste de 7,000:1. O pitch de 10.6mm torna o LS-10.4 perfeito para aplicações a uma distância de 10 metros ou mais.

O sistema de LED de vida longa e a taxa muito baixa de falhas de pixel torna o SGM LS-10.4 IP65 adequado para instalações permanentes, já o baixo peso de 8.5 kg e unidades fáceis de montar também oferecem um sistema muito atraente para turnês e locação.

Devido ao sistema de manejo extremamente fácil de usar, o display pode ser instalado rapidamente em um modo de suspensão ou montado no piso usando uma estrutura de montagem. Além disso, o LS-10.4 oferece uma exclusiva montagem em curva multi ângulo entre cada módulo. Isso permitirá novas possibilidades para projetos com telas curvadas.

Saída:

– Pixel Pitch: 10,4mm
– Fonte de Luz: 48 x 48 pixel 3 em 1 “Black Faced” LED SMD
– Saída de Luz: 6000 cd/m^2
– Relação de Contraste: Chip Branco – 1000:1 / Chip Preto – 7000:1
– Ângulo de Visão: 140º H / 120º V
– Vida Útil do LED: 50.000 h
– Taxa de Frequência: 2000 Hz
– Escala de Cinza: 16bit

Elétrica:

– Potência: 108 – 220 V Nominal 50/60 Hz +/- 10%
– Consumo de Energia Típico (por módulo): 200 W
– Consumo de Energia Médio (por m^2): 400 W (máximo: 800 W / m^2)

Controles:

– Sistema de Controle: Sinal de vídeo Astnchronous (via RJ45)
– Entrada de Sinal: Composite, YUV, YC, DVI, HDMI, VGA, SDI, HDSGI, 3D HDSDI
– Interface de Comunicação: RD-232 / RS-422 / RS-485

Físico:

– Peso (por módulo): 8.5 kg (18.7 lbs.)

Para saber mais: www.hotmachine.ind.br

Fonte: Musitec
Publicado em 12/6/2013 – 21h49
Anúncios

ALCANCE E SENSIBILIDADE EM DESTAQUE NA LEXSEN LPX 1203A

 (Divulgação)
A LPX 1203A, nova caixa acústica Lexsen que a ProShows lança no Brasil, tem amplo alcance acústico, alta sensibilidade e representa, segundo a distribuidora, um interessante custo-benefício. Com woofer de 12″, driver de titânio que atinge 18 kHz e 250 watts de potência, a caixa foi projetada para satisfazer as necessidades do mercado de áudio brasileiro. Discreta, possui design moderno e formas arredondadas, sendo indicada para qualquer tipo de evento.

Entre outras características que merecem citação estão o processamento A.A.S.S. (sistema de serviço de amplitude automática) usado para proteção dos transdutores, a presença de entrada de linha XLR/RCA e de entrada de microfone P10/XLR, AC 220 V e 110 V selecionável, MP3 player (leitura USB e SD, com display LCD) e equalizador.

www.lexsenco.com
www.proshows.com.br

Fonte: Musitec
Publicado em 25/5/2013 – 17h08

Microfones AKG C5 e D7 já no mercado nacional

A AKG, marca da Harman, anunciou recentemente o lançamento no Brasil de dois novos modelos de microfones: o vocal capacitivo AKG C5 e o vocal dinâmico AKG D7 (foto). Indicado para uso no palco por vocalistas, o C5 possui transdutor banhado a ouro, sistema de absorção de choques integrado, estrutura robusta em liga de zinco, grade metálica em aço e é mais resistente à corrosão e umidade. O produto, que foi criado para obter um grande desempenho no uso com sistemas de monitor in-ear, é dotado de tecnologia de transdutor com isolamento máximo de ruído ambiente e de manejo, entregando uma reprodução consistente de sons vocais e instrumentais desde som ambiente em clubes até grandes arenas e estádios.

Já o D7 foi desenvolvido pela equipe de engenharia da AKG para oferecer um desempenho superior, além de potência na ressonância para estúdios e palcos. Ele proporciona sons mais abertos em todas as faixas de frequência, tem alto desempenho na captação da voz, ótima supressão de feedback, bobina de compensação de zumbido, filtro metálico de pó, suspensão mecanopneumática e diafragma Varimotion de dupla espessura.

Mais informações sobre os modelo podem ser obtidas em http://www.akgaudio.com.br.

 

Fonte: musitec

Publicado em 25/4/2013

Aprovado projeto que garante seguro-desemprego para artistas, músicos e técnicos em espetáculo

[Foto: ]

Projeto de lei da ex-senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), que prevê a concessão de seguro-desemprego para artistas, músicos e técnicos em espetáculos de diversão foi aprovado nesta quarta-feira (21) pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS). A matéria foi aprovada de forma terminativa .

De acordo com a proposta (PLS 211/10), o profissional terá direito a um salário mínimo como seguro-desemprego por um prazo máximo de quatro meses, de forma contínua ou alternada. Para isso, o beneficiário terá de comprovar que trabalhou em atividades da área por, pelo menos, 60 dias nos 12 meses anteriores à data do pedido do benefício e que não está recebendo outro benefício previdenciário de prestação continuada ou auxílio-desemprego. Além disso, é necessário ter efetuado os recolhimentos previdenciários relativos ao período de trabalho, bem como não possuir renda de qualquer natureza.

O projeto altera a lei que trata do Programa do Seguro- Desemprego, do Abono Salarial e institui o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) – Lei 7.998/90. Ao justificar a apresentação do projeto, Marisa Serrano afirmou que a categoria é uma das menos amparadas pela proteção social em nosso país.

Em seu parecer, a relatora da matéria na CAS, senadora Ana Amélia (PP-RS), ressaltou que, apesar de representar uma parcela pequena da população (65 mil trabalhadores ou 0,08% da população economicamente ativa), a categoria é sujeita a desemprego permanente, da ordem de 80 a 85%. Além disso, destacou, quando estão trabalhando, esses profissionais envolvem-se em relações informais de emprego, que ainda são de curta duração.

– As categorias que se pretende proteger, dos músicos, artistas performáticos, incluindo os bailarinos e técnicos em espetáculos de diversão [tais como os cenografistas, figurinistas, iluminadores, etc], constituem um grupo que, a despeito de uma imagem glamurizada, se encontram em situação de grande vulnerabilidade social – observou Ana Amélia.

 

Fonte: Agência Senado

OneMix para controlar tudo – Allen & Heath lança aplicativo de mixagem de monitor para iPad

Captura de tela 2013-03-22 às 11.11.19

A Allen & Heath lançou o iLive OneMix, uma versão reduzida de seu aplicativo iLive MixPad que permite que músicos individuais customizem sua própria mixagem de monitor a partir de um iPad, conectando-o de maneira wireless a um console digital iLive. Sendo a mais nova adição ao ambiente de mixagem iLive da empresa, o OneMix apresenta um conjunto de sensatos recursos que permitem que o designer do sistema estabeleça exatamente quais canais de áudio cada iPad pode acessar e exatamente quanto o usuário é autorizado a mudar.
Até 16 iPads rodando o OneMix podem ser conectados a um sistema iLive, todos independentes entre si e fixos na mixagem de monitor auxiliar apropriada para cada músico. Dependendo de quais permissões adicionais são concedidas, o usuário pode então selecionar quais outros sinais ele deseja monitorar, ajustar volumes e pan, colocar e tirar mute em canais e mais. Isso significa que cada iPad pode ser adaptado para combinar com o conhecimento técnico do usuário e que o engenheiro de som continua no controle geral. O iLive OneMix para iPad já está disponível para download na loja do iTunes, custando US$7,99*.

www.allen-heath.com

www.audiopremier.com.br

Fonte: Sound on Sound

Microfone de muitas cores – Especialista em surround-sound Holophone lança condensador de palco

Captura de tela 2013-03-22 às 11.15.25

 

A Holophone, a fabricante de microfones canadense mais conhecida por seus singulares microfones surround-sound de formato oval, lançou uma nova série de microfones condensadores handheld projetados para o uso ao vivo e também em aplicações de gravação em estúdio e broadcast. A empresa não se refreou em sua primeira investida no mercado de microfones de palco de um canal – seus novos microfones Super C podem ser extensivamente customizados em várias cores vivas e os usuários podem trocar livremente a caixa, filtro de vento e grade do microfone por componentes de cor diferente. Montado à mão no Canadá, o Super C de aparência retrô não se trata apenas do visual. Projetado para oferecer durabilidade, conforto e baixo ruído de manuseio, este microfone supercardioide apresenta a mesma tecnologia de cápsula patenteada encontrada em microfones surround da Holophone como o H2-Pro. Disponível em 2013, o Holophone Super C custa R$ 1.699. Visom Digital (21)3323-3300
www.visomdigital.com.br

www.holophone.com

 

Fonte: Sound on Sound

Behringer apresenta PAs portáteis

 (Divulgação)
Três são os modelos da linha Europort, de PAs portáteis da Behringer, anunciados recentemente pela companhia: EPA900 (foto), EPA300 e EPA150. Cada um possui cerca de 100 presets, processador FX 24 bits, sistema antimicrofonia e, sim, um microfone Behringer XM1800S, podendo ser instalados e acionados de forma rápida e descomplicada. Um aspecto fundamental dos novos sistemas é que eles se tornam seus próprios cases de transporte. Todos os componentes podem ser guardados em uma mala resistente e de transporte fácil.Entre as características dos sistemas, destacam-se, ainda, o fato de que oferecerem 300 watts, mixer de seis canais, woofers de 8″, driver de 1.35″, equalizador de duas bandas, pad selecionável e LEDs de clip em todos os canais mono. Mais? Equalizador gráfico estéreo de cinco bandas, dois pré-amps com chave de phantom power +48V e a função Voice Canceller, que remove a voz nas gravações para que os karaokês não fiquem limitados às velhas canções dos velhos catálogos.

www.behringer.com
www.proshows.com.br

Publicado em 12/3/2013 – 17h28
Fonte: Musitec